segunda-feira, 25 de junho de 2007

EMIGRAR...

Ando a pensar nisto há já algum tempo.
Estou a ficar cada vez mais cansado de viver num país que se vai desmoronando gradualmente, a perder a sua identidade cultural e social.
E estamos a tornar-nos num país onde reina a incompetência e a desresponsabilizção total em todas as areas e serviços.
Todos falam em fazer, mas ninguém nada faz. E o tempo vai passando e as coisas vão-se arrastando indefinidamente á espera que alguém resolva. E quando alguém tem a “coragem” de querer resolver, ninguém apoia ou simplesmente descarta essa pessoa por isso mesmo.
Cansa.
Basta de tanta prepotência neste país de “encolhidos” e abnegados!!!
Não fosse a minha “estabilidade” laboral ( com o que se prevê para o futuro da U.E., nada me prova que esta pseudo-estabilidade não deixará de existir...) e já tinha dado a fuga lá para fora.
Mas temo que mesmo assim não iria ficar melhor, pois as noticias e informações que nos chegam de abroad também não são muito positivas.
É o que dá tanta Globalização.
É só englobar...
Como um amigo meu diz: "Enquanto o pau vai e vem, as costas vão descansando..."

4 comentários:

Maria disse...

Sabes o que te digo amigo...
Vamos é juntar forças, analisar Blogs com potencial e partir esta "MERDA" toda, somos poucos e poucas mas com qualidade e TOMATES, enquanto ELES são muitos mas estão divididos e cegos pela ganância, pensa nisso.

O Profano disse...

Registo a tua intenção e pensarei nisso...

Mas como dizes "somos poucos"...

Mas sempre é um começo.

bjs

PEDRO OLIVEIRA disse...

Estou completamente de acordo com vocês, a classe média é atacada por todos os lados. A população activa é quem segura este país, e o Estado só sabe é recolher impostos e mais impostos, a Segurança Social suga-nos o que ganhamos e nós não vivemos, sobrevivemos. Não é vida para ninguém. Contentamo-nos com as pequenas alegrias do dia-a-dia quando temos direito a muito mais...acho injusto que seguremos este País e que ele não faça nada por nós.

O Profano disse...

BOAS pedro...
É isso mesmo.
Seguramos o pa´´is com a força dos nossos braços e nossos impostos, para no fim continuarmos na cauda da Europa em relação a quase tudo.
Até os países que aderiram á U.E. estão a ficar á nossa frente. Coisa quase impensavel a alguns anos atrás.
E o que faremos?!
Baixar os braços não pudemos, apesar de ser a minha vontade, e a continuar assim, não vejo saidas futuras para nós portugueses que vivemos esta crise que teima em não findar.

abr...prof...