sábado, 25 de outubro de 2008

MEMÓRIAS...

Por estes dias devido ao problema que afectou o meu PC , em que me vi na eminência de perder todo o meu registo fotográfico, cheguei à conclusão que o ser humano sem lembranças não é nada. E passo a explicar.
Se um dia por qualquer motivo aparente, ficássemos sem memória, não amnésicos, mas apenas sem lembranças; Como iríamos encarar esse acontecimento?
As lembranças são de facto a única coisa que possuímos nós próprios e que ficarão connosco para todo o sempre, já que o resto é temporal/momentâneo.
Ficarmos sem um “porto-de-abrigo” a que nos possamos agarrar nos momentos dificeis, ficarmos sem as estórias passadas para contar e partilhar com terceiros, perderem-se os momentos felizes e infelizes que se viveram e se experimentaram, com toda a certeza que nos invadiria um sentimento terrível de angústia e um vazio imenso permaneceria na nossa alma.
Pois constatar que se “perdeu” uma vida inteira e que se tem de começar do “zero” é um facto difícil de se engolir.

Por isso, se tirarmos as ”memórias” a um homem, tiramos-lhe tudo...

8 comentários:

R. da Cunha disse...

Perder as memórias é, quase sempre, perder um pouco de nós mesmos. Perder a memória é uma outra coisa, muito diferente e desastrosa. Sei do falo. Já imaginou que o simples acto de comer, embora impulsivo, tem a ver com a memória? E todos os nossos actos diários têm a mesma origem. Sem memória nem sequer conhecemos os nossos familiares mais chegados, porque não temos a memória deles.

NuNo_R disse...

Boas r. da cunha...

é verdade o que o meu Amigo diz.
Quem sofre de uma doença da familia "Alzheimer e afins" perde a capacidade "viver" e se não for com o auxilio de outrém é muito dificil estas pessoas fazerem a sua vida normal, o que causa tb algum sofrimento a quem vive de perto realidades como essas.

Em tom de desabafo, se me tocásse a mim proprio sofrer de uma doença deste género, acho que estaria nã frente da luta pela despenalização da Eutanásia, pois eu não quereria viver dessa forma, onde para além de perder a mémória e as lembranças do Passado, teria de viver "carregando "
alguém como meu sofrimento e martírio.

abr...prof... bfds

Tiago R Cardoso disse...

de facto nós somos aquilo que aprendemos, experimentamos e somos as nossas lembranças.

Sem aquelas recordações de momentos já mais conseguiríamos suportar muito do peso que esta sociedade nos coloca.

Por exemplo, quem não sofre o dia todo com a pressão e vai-se lembrando do nascimento do filho e a razão pela qual se reduz a um trabalhador de sol a sol?

(Jovem, passa as coisas para cd's e dv's, um dia pode ser que a casa cai mas estão sempre salvas.)

LopesCa disse...

Concordo, perder as memórias é perdermo-nos :S

Eu ando sempre a fazer backups das minhas fotos se perdesse esses registos ficaria tristíssima

Otário disse...

exacto. penso que, na vida, percorremos vários caminhos que nos levam a vários destinos. chegados ao destino, não lembrando o que nos levou até ele, deverá ser bastante triste. as memórias são o que nos mantém vivos.

JOY disse...

Grande Nuno,

Um homem acaba por ser o conjunto de memórias ,histórias que foi vivendo ao longo da sua vida, é ao fim ao cabo a sua grande riqueza e que ninguém lhe pode tirar.

Um abraço
Joy

NuNo_R disse...

Boas tiago...

"de facto nós somos aquilo que aprendemos, experimentamos e somos as nossas lembranças."

Nem mais!!!

PS: já ando a passar o mais importante para um disco externo. Obrigado pelo conselho. :)

abr...prof...


Olá Lopesca...

Eu fiquei um pouco "abanado" quando constatei que isso me podia acontecer.

Bjs

NuNo_R disse...

bOAS OTÁRIO...

Concordo bastante com o que escreveste, tal como o que o Tiago afirmou, nos momentos mais dificeis, agarramo-nos às lembranças de tempos felizes ou a algum acontecimento especial, e por isso bem se poe afirmar que "elas" nos matêm vivos...

abr...prof...

Boas Joy...

é isso mesmo. Apesar de tudo, pode-se tirar todos os bens materiais ao homem que ele poderá continuar a ser rico, rico de lembranças de uma Vida passadae que nada nem ninguém lhe pode retirar isso.
Bme vejo mendigos que contam estórios passadas e peripécias da sua vida antes de ficarem nessa condição, ( para não falar da crise que nos afecta a todos neste momento), e que têm me servidop de inspiração para alguns posts...

Vemos que são pessoas experimentadas na vida e que tiverma algum acidente de percurso entretanto, mas as boas lembranças estão lá, e são a elas que eles se agarram para poder ultrapassar as dificuldades do dia-a-dia...

abr...prof...