quinta-feira, 15 de novembro de 2007

O POVO QUER É "SHOPPINGS"...

Parece que afinal a crise que tanto se propala em Portugal e que eu aqui neste espaço tenho tanto publicitado afinal deve ser mentira.
E mentira, porquê?!
Porque estão mais cerca de 90 shoppings projectados até 2010.

Afinal onde pára a crise e onde anda o "guito" dos portugueses?

Isto faz-me lembrar que tirando Fátima e os Estádios de Futebol, o único local de romaria dos "tugas" é o shopping local, que tanto apinhado fica ao fim de semana de tantos "visitantes" que costuma ter...

16 comentários:

António de Almeida disse...

-Será que esses shopings serão todos viáveis do ponto de vista económico? Por mim podem deixar instalar esses e outros tantos, que não é por essa via que alterarei os meus hábitos. E se me desloco a lojas pontualmente, por pretender adquirir este ou aquele artigo, faço-o muitas vezes no c.c., pela comodidade no estacionamento. Mas sou cliente de lojas, não de centros, ainda no passado sábado desloquei-me a um dos maiores c.c. de Lisboa, e visitei duas lojas, mais um café. Não tenho por hábito passear por tais espaços. Mas cada um será livre de gastar o seu tempo como bem entende. Nem embarco em teorias conspirativas, coitadinhos do comércio tradicional, pelo menos em Lisboa aponto a quem quiser, umas quantas lojas de sucesso, que não perdem face á concorrência destes espaços, porquê? Por manterem qualidade, e servirem bem os seus clientes.

missixty disse...

Não quer dizer que todos eles vão ter sucesso! Como diz o Antonio Almeida, tem uma vantagem muito grande, a do estacionamento e depois tem quase tudo!
beijinhos miss

NuNo_R disse...

BoAS antónio e Olá miss...

também não sou grande fanático dos shoppings.
já me passou essa fase e há muito tempo.
quando era mais "puto" é que pssava as minhas tardes de sabado no "Amoreiras", mas depois só passei a ir aos shoppings pela facilidade de ver várias lojas de produtos diferentes num único local,sejam hipers ou de roupa e cuidados pessoais; pelo acesso que têm, alguns pelo estacionamento gratuito que têm e acima de tudo pela quantidade de espaços de restauração que existem. Pois a meio da semana quando não apetece cozinhar, é sempre mais fácil ir ao shopping comer...

Mas mais nada que isso, pois também prefiro as lojas de bairro, onde o atendimento é por norma mais personalizado e a "intimidade" maior.

Só lamento ás vezes não conseguirem acompanhar os "grandes espaços", umas vezes por desinteresse pessoal e outras por não terem os meios para essa evolução.


bjs e abr...prof...

R. da Cunha disse...

Também eu não sou cliente dos cc.
Quanto ao "guito"... Creio que vai passar-se algo idêntico (em menor escala, já se vê) ao que aconteceu com o subprime nos EUA. Mais dia menos dia, rebenta a bolha do crédito ao consumo.

Menino Mau disse...

desafiado no meu blog a seguir uma corrente , nuno

Blondewithaphd disse...

Why didn't you finish that last sentence?
To tell the truth, there are things that not even super blond bimbos like in life! Ugh! It's something like get in and get the hell out! And never in the weekend!
But, do what?, it's true that there's everything inside just like Antonio de Almeida said. Subscribe to that.

quintarantino disse...

Centros comerciais em catadupa? Por mim, tudo bem. O problema, se o mercado não aguentar, é deles. Não meu.
Mas os espaços comerciais de grande dimensão têm a vantagem do estacionamento (onde é gratuito) e de terem várias lojas ali à mão de semear.
Mas no dito comércio tradicional também há muito quem tenha reunido as condições que o António Almeida menciona...

Tiago R Cardoso disse...

Muito obrigado mas não quero centros comerciais, prefiro um bom passeio ao domingo.
Adoro nesta altura do ano passear pelas ruas, ver montras, as iluminações de Natal, sentir o cheiro da época.
Para estar fechado em qualquer lado já me chegaram sete meses.

JOY disse...

Só frequento C.C em caso de necessidade ,não tenho o hábito de ir passear para o Shoping há sitios muito mais agradáveis para isso , em relação á quantidade de C.C.previstos para abrir,se a população não está acrescer e com a quantidade de CC.que já existem é quase certo que alguns se vão ressentir , de qualquer maneira acho um absurdo a quantidade de shopings que existem.

JOY

NuNo_R disse...

bOAS R.DA CUNHA...

Por acaso tenho esse receio, até mais que o do mercado do subprime ou o preço do Petroleo "Brent"...

Se esse mal nos vier a afligir, o que será de muitas familias portuguesas...

abr...prof...

NuNo_R disse...

Boas menino mau.
desafio aceite eheh

abr...prof...

NuNo_R disse...

Hi "blondie"...

Yes it´s a truth, when we says that in the malls, we ´ve everything near and we don´t need to walk to much to find what we´re looking for...

But like you, i dislike when i´ve get there in weekends. it freak me out...

KiSSes

NuNo_R disse...

Boas quintarantino...

é verdade que só quem investe é que pode ficar de certa forma mais prejudicado devido ao investimento que fez, mas se os shoppings não se afirmarem, então os seus empregados podem desesperar...
e ver as suas vidas afectadas por isso.
Mas como bem dizes, eles que venham, que nós por cá os avaliaremos...

abr...prof...

NuNo_R disse...

BoAS TIAGO...

Também prefiro ver as luzes de Natal da Baixa invés de ir para centros comerciais apinhados de gente...
Mas estamos a entrar numa época do ano em que sejam dias úteis ou de fim de semana, os shoppings estarão a abarrotar também.
é que a malta quer gastar o subsídio de Natal eheheh


abr...prof...

NuNo_R disse...

bOas joy...

Tal como tú, acho que esta quantidade toda é desproporcionada, mas tenho que admitir, que "eles" fazem falta, se calhar não é, é tanta como pensamos...


abr...prof...

7 Pecados Mortais disse...

Centros comerciais para passeio? Não obrigada, aliás até sinto uma espécie de fobia se tiver muito tempo lá. Criaram estes espaços pois o "povinho gosta" de ver grandes construções, abrigar-se do sol e da chuva, a maioria não compra nada e em alguns centros comerciais, as lojas já estão fechadas. Este tipo de incentivo fez o comércio tradicional acabar, ou está a acabar aos poucos. Só vou ao C.C fazer as compras do Continente. Abraços.