sexta-feira, 30 de novembro de 2007

ESTOU DE GREVE (2)...

Hoje este Blogue está fechado para postagens.
Tal como AQUI, mais uma vez este blogue está em GREVE!
Estou solidário com os restantes Grevistas, pois os motivos para esta greve são mais que muitos.
E chegou a hora de mais uma vez mostrarmos o nosso descontentamento contra as políticas que cada vez são mais lesivas e opressoras para quem trabalha.
Pois ainda há quem Trabalhe...
Quem quiser reclamar, que se queixe ao sindicato deste (des)Governo...

9 comentários:

Tiago R Cardoso disse...

Pode ser.

quintarantino disse...

Estou de greve de zelo.

Blondewithaphd disse...

Since I'm not on strike, I'm working on a comment to the post. Striking is indeed a right, the workers are oppressed is absolutely true, the government is antagonizing the Civil Service, even more true. But there's something on this strike that is not convincing me...

Belzebu disse...

Estou numa verdadeira luta interior. Se o meu "eu" operário está em greve, o meu "eu" patrão, acha isto tudo uma grande bandalheira e não lhe aguento o mau feitio! Assim sendo optei por uma greve parcial!

eheh!! Aquele abraço infernal!

R. da Cunha disse...

Se pudesse, talvez, talvez tivesse aderido à greve.

António de Almeida disse...

-O meu amigo pode fazer greve á vontade, mas deveria assegurar serviços mínimos, colocando um post, mesmo que não respondesse aos comentários, pelo menos não impedia os seus visitantes de comentarem. Cumprimentos!!!

antonio disse...

Só vim comentar hoje para não ser fura-greves! Os outros que o fizeram deviam ter vergonha! ;))

Eu não fiz greve! Mas pensei fazer algo de difrente como forma de protesto, algo que não fizesse todos os dias... como trabalhar estava fora de questão, decidi não comentar blogs! Toma!

Mocho-Real disse...

Naturalmente que também estive, na greve real!

Abraço.

Quintanilha disse...

Em Famalicão existe uma escola de formação profissional gerida pela CGTP com 83% de trabalhadores precários! Dez dos 12 professores do pólo Bento Jesus Caraça estão a recibo verde. O Recibo Verde é um instrumento contra o qual a CGTP luta (ou diz que luta!) e o PCP tanto contesta!

É caso para dizer: Bem prega Frei Tomás!
Nesta escola, 10 professores têm os mesmos deveres que os únicos dois do quadro, mas nenhum direito: não têm subsídio de férias nem de Natal, pagam do seu bolso a contribuição à Segurança Social e se perderem o posto de trabalho não terão subsídio de desemprego.
Dos sete pólos da escola profissional da CGTP, este deverá ser o mais problemático.

Maria Emília Leite, directora-geral da Escola Profissional Bento de Jesus Caraça, admite que este pólo, por “ter estado para fechar há dois anos”, é aquele que “merece mais atenção”. Esclarece, todavia, que o estabelecimento “respeita integralmente as regras do ensino particular e cooperativo”.

- Que seja imediatamente convocada uma grande manifestação seguida de uma greve para lutar pelos direitos destes trabalhadores em situação precária, e para cúmulo dos cúmulos, pagos pela CGTP!