sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

5000 APOIANTES...

A meta a atingir pelos “pequenos” partidos políticos será obrigatoriamente os 5000 militantes. Já o era. Mas agora o Tribunal Constitucional veio de novo relembrar este facto.
O que levará a que alguns partidos “pequenos” como o PND e o PNR ( abordo estes porque são de todos os mais mediáticos) se extingam ou que passem à clandestinidade em plena Democracia.
Será que “estes” partidos fazem um ruído de fundo tão incomodo para que os “maiores” se preocupem com eles?
É que esta medida que há muito prevista na lei, foi sempre olhada de lado como se não existisse ou ninguém reclamasse.
Ou será que alguém reclamou?!

Nem parece que vivemos num estado de direito e democrático. Ou será que vivemos?!

4 comentários:

António de Almeida disse...

-Os partidos para serem criados, necessitam de 5000 assinaturas! Fazer prova do mesmo número de militantes, parece-me manifestamente exagerado, um dia destes, e sabemos como a imaginação em Portugal é fertil, veremos um destes partidos, classificar simpatizantes, como militantes, talvez até criar militantes on-line, e depois atribuir direitos de voto, apenas aos que tiverem quotas paga! Haja bom senso!

NuNo_R disse...

Boas...

e depois continuaremos a assistir aos escandalos a que já estamos habituados... e que simplesmente não deveriam acontecer.


abr...prof...

O Raio disse...

Aproximam-se tempos difíceis para o EE (Embuste Europeu, vulgo União Europeia), devido ao recente Tratado Complicado (vulgo, Tratado de Lisboa).
Convém calar possíveis vozes dissidentes...

NuNo_R disse...

pARECE ISSO mesmo.

Não querem que os mais "pequenos" se manifestem e que tudo role à volta dos mesmos de sempre...


abr...prof...