quinta-feira, 19 de julho de 2007

ASSESSORES PARA DEPUTADOS...

Dizem me as más línguas que em São Bento se falou numa hipotética assessoria para deputados a expensas do Parlamento.
Acredito que os deputados tenham muito trabalho e que o mesmo seja da maior importância, mas será mesmo necessário terem assessores individuais?!
Não será mais uma forma de “tachinho” para amigos e afilhados?!
Está bem que isso ajudaria a baixar o desemprego de alta qualificação, mas em nada melhoraria, na minha opinião , a qualidade e o trabalho desempenhado pelos “representantes do povo”, pois já hoje em dia os partidos com assento parlamentar já têm uma verba destinada para esses mesmos serviços de assessoria.
E para mais numa altura em que se fala em apertar o cinto, não me parece oportuno e válida tal medida.
Sou técnico na area dos Transportes com experiência e provas dadas... e no meio de 230, ninguém daria por mais um...
Será que alguém quer que eu o assessoríe...?!

10 comentários:

C Valente disse...

Pois é o clientelismo precisa do pessoal e um assessor dá jeito mais que não seja para virar as páginas dos jornais. Deputado sofre com trabalho.
Contribuinte paga, e isto em época de contenção, quando não for haverá mais um assessor para lhes limpar o rabo.
Saudações amigaveis

O Profano disse...

LoL...
deve ser isso mesmo... ehehe

Então eles não viriam que iam ser logo criticados por essa medida desmedida e impensável para os dias de hoje?!
É só gozar com quem os elege, Nós, o Povo!

abr...prof...

Arrebenta disse...

Continuamos à espera do Profano :-)

Menino Mau disse...

eu cá não me chocava que fosse como nos Eua ou no UK , em que cada deputado tem o seu staff. mas que seja feito de forma transparente.e que se implemente os circulos uninominais.mas isso já é outra conversa ..

vagabundo disse...

sobre o que falas pouco percebo...
mas percebo de avaliações, de metas, de objectivos e outros que tais...

e choca-me profundamente que representantes de trabalhadores em quem estes confiaram, tenham assinado as alterações para a Função Pública que ontem foram noticiadas.

quando do "nosso lado" temos "estes", qual é o espanto em tudo o resto?!...

com o novo sistema de avaliação, a atribuição de créditos pelos objectivos alcançados ou não, e assim maiores ou menores, diz-me a experiência onde estes irão parar, independentemente do mérito, do desempenho, da assiduidade etc...

a atribuição de créditos em pacote para determinado orgão, em que se incluem as chefias e os subordinados, e consoante os objectivos alcançados, significa tão somente que, ainda que por má gestão, a factura do não alcançar os objectivos será paga por?...

pois é. pelos executantes.

"quem parte e reparte e não fica com a melhor parte..."

na tua àrea, melhor na tua empresa, a proposta é daí decalcada.

conheces os teus Directores e a sua inépcia em gestão. vive-la diariamente.
acreditas que por muitos ou poucos que sejam os créditos, verás justamente reconhecida na sua atribuição o teu empenho para com a empresa no seu dia a dia?

ps: Chegaram os processos. Aos montes...

O Profano disse...

boaS Arrebenta...
Ainda estou em periodo de reflexão sobre qual o caminho a tomar e a ver qual o caminho seguido pelas "Vicentinas..."

OBS: Agradeço a lembrança e o voto de confiança.

abr...prof...

O Profano disse...

BoAS menino mau...
Talvez fosse uma boa ideia.
Mas cá no nosso "rectangulo" é dificil aplicar tal medida.
Pois são tantos deputados que mais uma vez uma medida boa se transformaria numa má opção visto passarem a ser mais uns quantos que nada adiantavam em qualidade de "trabalho" prestado.
Como povo latino que somos, a ideia que se tem sobre trabalhar é muito vaga, e quanto menos se fizer melhor...
E os que detêm o poder são os primeiros a aplicar tal permissa.
Seriam mais uns no meio de muitos...

abr...prof...

O Profano disse...

Migo Vagabundo...
O que dizes é o espelho da Sociedade onde vivemos, onde se premeia quem não merece e se prejudica os que mais trabalham ou que se preocupam a trabalhar...

Conhecendo a realidade do sector em que laboramos, as afirmações que fazes são claros prenúncios do que se passará no futuro, mas não só na nossa area, mas em no sector estatal em geral e mais em concreto no sector privado.
Enquanto não se gerir pessoas e somente se contabilizarem números, todo e qualquer processo que avalie esse sistema se encontra viciado e assim continuará a estar..
Vejo um futuro negro no horizonte e os dias cinzentos já se instalaram...

Quanto aos processos, são para a pior das hipoteses? ou serão somente para assustar?

abr...prof...

D.P.V disse...

assesores para deputados=230 tachos
e ainda dizem que estamos em crise...
Percebe-se que seja necessário assesores, pela maneira como, escandalosamente, esvaziaram a assembleia da republica no debate com o PM depois das intervenções dos lideres da oposição e do PM, deviam ter trabalho para fazer.
Pode ser que com assesores sentem os rabos nas cadeiras, e façam aquilo para que são, regiamente, pagos.

O Profano disse...

Boas d.p.v...

Talvez os assessores depois necessitassem de alguns adjuntos...

abr...prof...