domingo, 8 de julho de 2007

OS SUSPEITOS DA JUDICIÁRIA...

Então pensavam que só os civis se punham a traficar droga e a desrespeitarem as leis?

Veio agora a público o caso de policias que pertencem á Policia Judiciária que são suspeitos de se apropriarem com dinheiro de apreensões efectuadas.

Então estes agentes de autoridade (no caso concreto de serem efectivamente culpados da acusação) não sabiam as leis que tinham (e faziam) respeitar?!
Que não se podiam “abotoar ao guito” apreendido?!

É caso para se dizer que no melhor pano cai a nodoa...

E andava eu pensar que os policias que se encontram detidos em estabelecimentos prisionais só lá estavam por andar a dar “milho aos pombos”...

4 comentários:

Som Do Silêncio disse...

Ai pois é meu querido amigo,
Eles tem a tentação mesmo a mão de semear e nem sempre resistem a fazer um pequeno desvio...

Um Beijo Revoltado

O Profano disse...

E depois consideram-se melhores e acima dos outros. dizem que são incorruptiveis e depois... dá nisto.

Papoila disse...

Temos de ter em conta que em muitos casos de corrupção ou apropriação indevida de algo, no nosso País, tem por base não só o “estar à mão”, tentações, etc... mas sim é reflexo da crise social e financeira vivida. Os salários da maior parte das nossas classes, neste caso forças da autoridade é uma vergonha. Conseguiriam tirar um melhor ordenado se fossem mulheres/homens a dias do que como principais responsáveis da segurança dos cidadãos. Não estou a desculpar o acto que, como é lógico, abomino, mas estou a tentar que pensemos um pouco mais no cerne da questão.

O Profano disse...

Também penso como tú mas,
A Dignidade e a Honra não podem ter preço, e estes senhores devem fazer disso o seu principal compromisso com a sociedade e com eles proprios.
Pois têm e devem ser exemplos a seguir...
Mas também sabemos que são bastante mal pagos, e as responsabilidades que t<~em deviam ser melhor oneradas para não existirem tentações...
Mas também é caso para dizer,que se eles achassem que ganhavam pouco, que mudassem de ocupação.

Assim "quem nos guardará dos guardas..."
bjs