quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

"PENSAMENTOS & DESABAFOS" (3)...

“Abismo”
Procuro e não encontro uma forma de estar ou de sentir...

Ando nesta busca incessante à demasiado tempo e ela teima em persistir.

Não sei para onde me virar nem sei para onde seguir; mas também não quero “baixar os braços” e assumir uma derrota que ainda não se consumou.

A ansiedade corrói as minhas veias e dilacera a minha alma.

A bipolaridade manifesta-se nas minhas acções, tornando-as pouco coerentes com aquilo que sou, fui e sempre ambicionei ser. Em consequência disso, tornei-me uma pessoa mais fria e egocêntrica, que somente se preocupa em atingir o fim desta busca iniciada há já muito tempo.

Percorri caminhos tortuosos até aqui chegar e a paisagem que vislumbro daqui por diante não é menos difícil de caminhar que estes trilhos que fui seguindo ao longo da minha vida.
Será que no fim desta estrada estará o que sempre almejei atingir?

É que ao observa-la, parece que termina num abismo.
E se esse abismo não tiver fim? O que farei?
Continuarei a caminhar até cair nele e ser tragado pela sua imensa ”garganta” e perder-me no seu infinito?
Ou paro na sua berma e fico a contemplar o que já percorri até chegar a este ponto sem evolução e me resignarei assim?

Tantas dúvidas para nenhuma resposta. Se calhar o melhor é…

Saltaaaaaaaaaarrrrrrrrrrrr…

Continuo nesta epopeia pela busca de um Mundo e um Amanhã melhor...

4 comentários:

sniqper ® disse...

Dúvidas e procura de respostas, chama-se viver. Quem nada disso faz, anda simplesmente pelo Mundo, sem objectivos e a consumir recursos que falta fazem a quem quer modificar e construir algo de novo, como tu dizes e bem, um Mundo e um Amanhã melhor...
Continua, não desistas, simplesmente porque pode demorar, podes até sentir o cansaço, a desilusão, mas com persistência irás alcançar o que tens definido ma tua mente.

NuNo_R disse...

Boas sniqper...

Fico grato pelas tuas sempre encorajadoras palavras de incentivo.
És um Bom Amigo.

abr...prof...

R. da Cunha disse...

Você tem que olhar em frente. Deixe o que está para trás, que apenas interessa como experiência da vida. O caminho faz-se caninhando, como dizia o poeta. E com a calma necessária para ver os terrenos que pisa. E olho aberto, um para cada lado, se possível.

NuNo_R disse...

... como o camaleão... eheh



abr...prof...