sexta-feira, 27 de abril de 2007

ELEIÇÕES NA C.M.L. ...

Depois da constituição como arguido do presidente camarário e de dois vereadores num caso de possível corrupção camarária, não seria melhor que se fizessem eleições antecipadas para a câmara municipal da capital do país?
É que dos candidatos ás “autárquicas” de momento só se encontram em funções o presidente (eleito pelo PSD) e dois outros, Ruben de Carvalho (CDU) e Sá Fernandes (BE); pois Nogueira Pinto (CDS/PP) demitiu-se e Carrilho ( PS e principal adversário) abandonou há muito as suas funções como vereador.
Considero que os lisboetas não estão a ser respeitados nem acautelados nos seus direitos como munícipes. Restando apenas o cenário das eleições antecipadas para colmatar estes problemas e devolver alguma tranquilidade à edilidade de maior relevância no país.
Por isso mesmo, Sr. Carmona Rodrigues demita-se, pois as suspeitas de corrupção somente envolvem membros da sua área política, e dê uma mostra de coragem política em assumir esse facto, para que deste modo, não exista mais confusão nem intranquilidade na cidade a que ainda preside.

2 comentários:

Nuno Guronsan disse...

A ideia com que fico é que a CML não passa de um gigantesco navio ao estilo de um Titanic, onde os "ratos" já abandonaram o barco e, pior que tudo, o sr. Carmona se vê como um almirante, sendo assim o último a abandonar a embarcação...

Obrigado pelo simpático link. Um abraço.

O Profano disse...

Boas...
Este almirante está agarrado ao leme, vulgo poder e não o deslargará enquanto não for obrigado, seja pelo naufrágio seja por ordem superior (Marques Mendes).
Abraços Profanos